A comunidade de software Web possui um comportamento diferente de softwares embarcados ou instalados. As ferramentas, soluções e problemas de segurança estão sempre surgindo e não podem ser ignorados.

Com isso, todos os softwares web precisam estar em constante manutenção e atualização. E isso nos traz para um problema muito antigo na comunidade PHP / WordPress: A versão do PHP.

Para quem não sabe, PHP é a linguagem de programação em que programas como WordPress, Drupal, Laravel e outros foram desenvolvidos. Essa linguagem está em constante desenvolvimento e possui milhões de desenvolvedores e projetos pelo mundo inteiro.

Agora, o problema é que as empresas de hospedagem e os donos de sites utilizam versões antigas do PHP e parecem não mover um dedo para fazer a atualização dos seus softwares.

Proposta de Cronograma de Suporte

Até 2020, a comunidade WordPress não tinha um cronograma claro de suporte às versões antigas do PHP. Cada versão do WordPress tinha uma versão mínima do PHP para rodar, mas alterar essa versão mínima era sempre um problema.

Existem milhões de sites rodando nas versões 5.x do PHP, que já estão muito desatualizadas e, em pouco tempo, não terão mais suporte de segurança da própria comunidade PHP.

A desenvolvedora Juliette Reinders da equipe do WordPress publicou um artigo colocando em discussão um roadmap de suporte às versões PHP pelo projeto WordPress.

A equipe do WordPress propõe o seguinte cronograma:

Cada versão do WordPress terá suporte de 5 anos para uma versão do PHP e mais 4 anos de suporte de segurança

Nesse fluxo, cada site poderá ficar “intocável” por 9 anos. Após esse tempo, o dono do site terá que fazer a atualização do código para evitar ficar vulnerável.

Quanto mais esperar, mais caro vai ficar

Importante notar que esperar 9 anos para fazer a migração vai obrigar o dono do site a pular para a versão mais recente do WordPress/PHP. Só que nesse pulo terão muitos obstáculos.

A nossa recomendação é sempre fazer a migração a cada nova versão do WordPress. É um trabalho constante, mas que terá um custo de médio prazo muito menor do que esperar quase uma década para atualizar seu site.

Entendendo um pouco mais das versões

Acho que vale muito a pena dar uma olhada no histórico de publicações das versões do PHP na Wikipedia. Lá você consegue notar que existe um grande esforço em publicar atualizações de segurança para o PHP. Como é uma linguagem popular e comum, ela também acaba sendo um enorme alvo na mira dos hackers.

No site do Projeto PHP você também consegue verificar os esforços na criação de novas versões. Atualmente, eles estão organizando a versão 8 do PHP. O carinho e cuidado é tão grande que a publicação de uma nova versão major leva quase 1 ano de discussões e testes.

E no site do Projeto WordPress (não confundir com a empresa WordPress.com) você também pode acompanhar o cronograma de lançamento de atualizações do código do WordPress.

Cuide do seu site como você cuida do seu carro

Quem possui carro sabe que ele gera custos constantes. Seria incrível se você podesse comprar um carro e nunca mais gastar um tostão nele.

Mas não é assim que funciona. Além dos tributos (IPVA, seguro obrigatório) você precisa abastecer, trocar o óleo, pneus, limpadores e fazer manutenção preventiva.

Um carro gera um custo mensal muito grande, mas todo mundo já sabe e aceita isso. Agora, por que pensar diferente de um site?

Isso já é assunto para outro texto, mas vale a pena ficar com essa ideia na cabeça.

Comentários

Vamos trabalhar juntos




Do NOT follow this link or you will be banned from the site!